domingo, 17 de janeiro de 2016

Sul Catarinense (Mesorregião)







Sul Catarinense (Mesorregião)



É constituída por 44 municípios agrupados em três microrregiões: Araranguá, Criciúma e Tubarão.
A ocupação dessa área ocorreu por volta de 1870 com a vinda de imigrantes italianos, sendo a região que mais possui descendentes italianos no estado.
Inicialmente, a principal atividade econômica dessa mesorregião era a extração de carvão em Criciúma. Hoje, destacam-se também as indústrias de cerâmica, vestuário, metal-mecânica e química. Na agropecuária, destacam-se a criação de suínos e aves, o cultivo de arroz, fumo e feijão e a produção de mel.
O acesso a essa mesorregião e escoamento do que é produzido é feito pela BR-101, pela estrada de ferro e também pelos dois portos que possui com uma logística bem estruturada.

Sul Catarinense (Mesorregião)


 Sul Catarinense (Mesorregião)
Sul Catarinense (Mesorregião)




Sul Catarinense (Mesorregião)


Microrregiões

Municípios

Araranguá15 MUNICÍPIOS: Balneário Arroio do Silva, Araranguá, Balneário Gaivota, Ermo, Jacinto Machado, Maracajá, Meleiro, Morro Grande, Passo de Torres, Praia Grande, Santa Rosa do Sul, São João do Sul, Sombrio, Timbé do Sul, Turvo.
Criciúma10 MUNICÍPIOS: Cocal do Sul, Criciúma, Forquilhinha, Içara, Lauro Müller, Morro da Fumaça, Nova Veneza, Siderópolis, Treviso, Urussanga.
Tubarão19 MUNICÍPIOS: Armazém, Braço do Norte, Capivari de Baixo, Garopaba, Grão-Pará, Gravatal, Imaruí, Imbituba, Jaguaruna, Laguna, Orleans, Pedras Grandes, Rio Fortuna, Sangão, Santa Rosa de Lima, São Ludgero, São Martinho, Treze de Maio, Tubarão.



Centro de Tubarão (SC).


 Centro de Tubarão (SC).
Centro de Tubarão (SC).



Lago em logradouro arborizado. Criciúma (SC).


 Lago em logradouro arborizado. Criciúma (SC).
Lago em logradouro arborizado. Criciúma (SC).




Glossário


Mesorregiões: subdivisão estabelecida pelo IBGE que agrupa diversos municípios do estado com semelhanças econômicas e sociais, de uma área geográfica.
Região: área delimitada de acordo com certos critérios que podem ser econômicos e culturais.








Links


Sanderlei Silveira

Obra completa de Machado de Assis

Machado de Assis - Dom Casmurro

Machado de Assis - Quincas Borba

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

O Diário de Anne Frank

Educação Infantil

Bíblia Online

História e Geografia

Casa do Sorvete

Sanderlei Silveira

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

História e Geografia

Educação

Santa Catarina - História e Geografia

Paraná - História e Geografia

Mato Grosso do Sul - História e Geografia

São Paulo - História e Geografia

Mário de Andrade - Macunaíma

Adolf Hitler - Mein Kampf

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

Machado de Assis - Esaú e Jacó

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

Augusto dos Anjos - Vandalismo

Os símbolos do estado e do município (SP)

Developer - Treinamento, Manuais, Tutoriais

TOTVS - Datasul - Progress - EMS2

sábado, 16 de janeiro de 2016

Grande Florianópolis (Mesorregião)









Grande Florianópolis (Mesorregião)


A Grande Florianópolis (Mesorregião) é formada pelo agrupamento de 21 municípios agrupados em três microrregiões: Florianópolis, Tabuleiro e Tijucas. É onde está localizada a capital do estado.
São características marcantes desta mesorregião a intensa urbanização em algumas áreas e a enorme variedade de ambientes naturais, como praias, dunas, lagoas, as quais são exploradas na atividade turística.
A inauguração da BR-101, rodovia principal que faz o acesso a esta mesorregião, na década de 1970, contribuiu para o crescimento e a transformação da economia local.
A economia dessa mesorregião tem destaque para atividades comerciais, prestação de serviços e turismo. Recentemente, a indústria do vestuário e da informática tem se desenvolvido bastante.

Grande Florianópolis (Mesorregião)

  Grande Florianópolis (Mesorregião)
Grande Florianópolis (Mesorregião)



Vista do Desterro – atual Florianópolis

 Vista do Desterro – atual Florianópolis
MEIRELLES, Victor. Vista do Desterro – atual Florianópolis, c. 1861. Óleo sobre tela, 78,2 cm x 120 cm. Florianópolis (SC). Acervo do Museu Victor Meirelles.



Ponte Hercílio Luz: faz a ligação da ilha com o continente. Florianópolis (SC)

  Ponte Hercílio Luz: faz a ligação da ilha com o continente. Florianópolis (SC)
Ponte Hercílio Luz: faz a ligação da ilha com o continente. Florianópolis (SC).


Mesorregião Grande Florianópolis


Microrregiões

Municípios

TIJUCAS7 MUNICÍPIOS: Angelina, Canelinha, Leoberto Leal, Major Gercino, Nova Trento, São João Batista, Tijucas.
FLORIANÓPOLIS9 MUNICÍPIOS: Antônio Carlos, Biguaçu, Governador Celso Ramos, Palhoça, Paulo Lopes, Santo Amaro da Imperatriz, São José, São Pedro de Alcântara, Florianópolis.
TABULEIRO5 MUNICÍPIOS: Águas Mornas, Alfredo Wagner, Anitópolis, Rancho Queimado, São Bonifácio.


Veja a seguir algumas características que se destacam nas microrregiões da Grande Florianópolis.


Tijucas


São João Batista destaca-se na indústria de calçados

  São João Batista destaca-se na indústria de calçados
São João Batista destaca-se na indústria de calçados. Foi a 1.a colônia italiana do Brasil, com o nome de Nova Itália.



Os municípios de Tijucas e Canelinha destacam-se na indústria de cerâmica

  Os municípios de Tijucas e Canelinha destacam-se na indústria de cerâmica.
Os municípios de Tijucas e Canelinha destacam-se na indústria de cerâmica.


Florianópolis


Florianópolis, capital de Santa Catarina

   Florianópolis, capital de Santa Catarina
Florianópolis, capital de Santa Catarina, possui a melhor qualidade de vida do estado e forte polo turístico, com mais de 100 praias.



São José é a quarta maior cidade do estado

 São José é a quarta maior cidade do estado
São José é a quarta maior cidade do estado. Com muitas indústrias e comércio variado, situa-se às margens da BR-101.



Em Palhoça, o destaque vai para a agricultura e a pesca

 Em Palhoça, o destaque vai para a agricultura e a pesca.
Em Palhoça, o destaque vai para a agricultura e a pesca.


Tabuleiro


A cidade de Águas Mornas é uma estância de águas hidrominerais

A cidade de Águas Mornas é uma estância de águas hidrominerais.
A cidade de Águas Mornas é uma estância de águas hidrominerais.



Rancho Queimado destaca-se na agricultura com a produção de cebola, feijão, tomate e morangos

  Rancho Queimado destaca-se na agricultura com a produção de cebola, feijão, tomate e morangos.
Rancho Queimado destaca-se na agricultura com a produção de cebola, feijão, tomate e morangos.




Ponte Hercílio Luz no passado e no presente


A Ponte Hercílio Luz, em Florianópolis, é uma das maiores pontes pênseis do mundo. Sua construção foi iniciada em 14 de novembro de 1922, sendo inaugurada em 13 de maio de 1926.
A ponte foi projetada e construída durante o governo de Hercílio Luz, trazendo muitos benefícios para os 40 mil habitantes de Florianópolis, que dependiam de balsas para atravessar da ilha ao continente e vice-versa.
Após anos de intenso tráfego, em 1982, a ponte foi fechada por medida de segurança, tornando-se apenas ponto de referência e obra de embelezamento da cidade. A ameaça de desabamento da ponte foi afastada em 1997, quando foi tombada como patrimônio histórico e artístico. Ali estão situados o Museu da Ponte (atualmente desativado) e o Parque da Luz.

Ponte Hercílio Luz no passado

  Ponte Hercílio Luz no passado
Ponte Hercílio Luz no passado



Ponte Hercílio Luz no presente

  Ponte Hercílio Luz no presente
Ponte Hercílio Luz no presente




Glossário


Mesorregiões: subdivisão estabelecida pelo IBGE que agrupa diversos municípios do estado com semelhanças econômicas e sociais, de uma área geográfica.
Região: área delimitada de acordo com certos critérios que podem ser econômicos e culturais.







Links


Sanderlei Silveira

Obra completa de Machado de Assis

Machado de Assis - Dom Casmurro

Machado de Assis - Quincas Borba

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

O Diário de Anne Frank

Educação Infantil

Bíblia Online

História e Geografia

Casa do Sorvete

Sanderlei Silveira

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

História e Geografia

Educação

Santa Catarina - História e Geografia

Paraná - História e Geografia

Mato Grosso do Sul - História e Geografia

São Paulo - História e Geografia

Mário de Andrade - Macunaíma

Adolf Hitler - Mein Kampf

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

Machado de Assis - Esaú e Jacó

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

Augusto dos Anjos - Vandalismo

Os símbolos do estado e do município (SP)

Developer - Treinamento, Manuais, Tutoriais

TOTVS - Datasul - Progress - EMS2

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Atividades extrativistas de Santa Catarina








Atividades extrativistas de Santa Catarina



Essa é a atividade mais antiga praticada pela humanidade. Consiste na coleta de produtos naturais de origem animal, vegetal e mineral, que podem ser consumidos in natura ou utilizados como matéria-prima nas indústrias de transformação. A atividade extrativista, quando realizada de forma clandestina e indiscriminada, causa grandes danos à natureza e pode até levar à extinção determinadas espécies de vegetais e animais, como por exemplo, a extração indiscriminada da madeira das araucárias.

Extrativismo vegetal


A extração de madeira das reservas florestais de araucárias, que movimenta o setor moveleiro e a produção de celulose do estado, já foi realizada de forma indiscriminada no passado, mas atualmente obedece às normas da legislação.
Em épocas passadas, a erva-mate também era obtida por meio do extrativismo. Atualmente a erva é cultivada, sendo o município de Canoinhas o maior produtor.

Extrativismo mineral


No estado também são explorados carvão mineral, quartzo, bauxita, argila cerâmica, petróleo e gás natural na plataforma continental.
Inicialmente, o carvão brasileiro foi descoberto em Guatá, no município de Lauro Müller, Santa Catarina, em 1827. O carvão foi explorado por uma empresa inglesa que construiu uma estrada de ferro que ia das jazidas até o porto de Laguna, para exportar o minério. É a atividade extrativista de maior destaque para o estado.
O carvão catarinense é considerado de boa qualidade, tipo betuminoso alto. É explorado em Criciúma, Lauro Müller, Tubarão e Urussanga, sendo utilizado para geração de energia elétrica em usinas termelétricas e como matéria-prima para a produção de aço nas usinas siderúrgicas. Pode ser explorado a céu aberto ou em minas subterrâneas.
A exploração desordenada de minerais pode provocar danos ambientais irreversíveis para o solo, atmosfera, vegetação, rios e, também, causam problemas de saúde às pessoas que moram próximas e que trabalham nesta atividade, se a exploração não respeitar as normas e cuidados exigidos pela legislação ambiental.
Veja as imagens a seguir, as quais mostram rios e lagos contaminados pela exploração do carvão mineral e a falta de cuidado com os resíduos da atividade carbonífera em algumas localidades do estado.

Rio Mãe Luzia poluído por resíduos da atividade mineral do carvão. Treviso (SC).


  Rio Mãe Luzia poluído por resíduos da atividade mineral do carvão. Treviso (SC).
Rio Mãe Luzia poluído por resíduos da atividade mineral do carvão. Treviso (SC). Em seu estado atual, não tem condições de utilização para abastecimento e nem mesmo para irrigação, recreação ou pesca, em função do alto teor de acidez, metais e sólidos suspensos de suas águas.



Lago ácido devido ao despejo de resíduos da exploração mineradora carbonífera


 Lago ácido devido ao despejo de resíduos da exploração mineradora carbonífera
Lago ácido devido ao despejo de resíduos da exploração mineradora carbonífera, próximo à região de Aparados da Serra, sul de Santa Catarina.



Contaminação provocada pela exploração de carvão no sul de Santa Catarina.


Contaminação provocada pela exploração de carvão no sul de Santa Catarina.
Contaminação provocada pela exploração de carvão no sul de Santa Catarina.





Extrativismo animal


A pesca foi a primeira atividade extrativista do estado, iniciada com os primeiros colonizadores açorianos. Atualmente, é uma das mais importantes atividades econômicas, sendo seu crescimento consequência, principalmente, da modernização das técnicas e equipamentos de pesca.
O estado é o maior produtor de pescado e crustáceos do país, sobretudo em Navegantes, Itajaí e Florianópolis. A pesca é praticada de forma extrativista principalmente nas reservas, como a de Pirajubaé. Quando utiliza equipamentos e técnicas mais apuradas de realização, passa a ser uma atividade industrial.
O estado de Santa Catarina é o maior produtor de ostras e mexilhões cultivados em fazendas aquícolas.









Links


Sanderlei Silveira

Obra completa de Machado de Assis

Machado de Assis - Dom Casmurro

Machado de Assis - Quincas Borba

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

O Diário de Anne Frank

Educação Infantil

Bíblia Online

História e Geografia

Casa do Sorvete

Sanderlei Silveira

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

História e Geografia

Educação

Santa Catarina - História e Geografia

Paraná - História e Geografia

Mato Grosso do Sul - História e Geografia

São Paulo - História e Geografia

Mário de Andrade - Macunaíma

Adolf Hitler - Mein Kampf

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

Machado de Assis - Esaú e Jacó

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

Augusto dos Anjos - Vandalismo

Os símbolos do estado e do município (SP)

Developer - Treinamento, Manuais, Tutoriais

TOTVS - Datasul - Progress - EMS2

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

As comunidades quilombolas no estado de Santa Catarina








As comunidades quilombolas no estado de Santa Catarina



Com o processo de escravidão, o curso da história desses grupos em seu continente foi interrompido, comprometendo violentamente os seus costumes com relação à alimentação, ao modo de se vestir, à vida familiar e em grupo e à religião.
No Brasil, os escravos eram obrigados a comer o que lhes era dado e a vestir o que lhes era imposto, como panos grossos de algodão. Apesar de tudo isso, esse povo ainda conseguiu resistir e manter muitas das suas tradições.
Ao chegarem ao Brasil, os africanos perceberam a necessidade de desenvolver formas de proteção contra a violência e repressão que sofriam. Contudo, os senhores de engenho proibiam a prática de qualquer tipo de luta. Então, os escravos utilizavam o ritmo e os movimentos de suas danças africanas adaptando-os a um tipo de luta, a capoeira.
O nome dessa luta pode ter surgido em razão do local onde muitas vezes as lutas eram praticadas, em campos com pequenos arbustos chamados na época de capoeira ou capoeirão. A prática da capoeira ocorria em terreiros próximos às senzalas e tinha como funções principais a manutenção da cultura, bem como da saúde física.
A prática da capoeira ficou proibida no Brasil até 1930, quando foi declarada esporte nacional brasileiro pelo então presidente da república Getúlio Vargas.
Os escravos africanos e seus descendentes resistiram constantemente à escravidão e lutaram de várias formas contra a violência que lhes era imposta, fazendo o trabalho mais devagar, quebrando ferramentas, incendiando plantações, agredindo seus senhores e feitores ou fugindo. Entre todas as formas de resistência, a fuga, realizada individualmente ou em grupos, era a mais comum, possibilitando ao escravo buscar a sua liberdade.
Mesmo sendo caçados, recapturados e castigados, milhares de escravos conseguiam escapar da escravidão e fundar mocambos (esconderijos) e quilombos (povoações).
As regiões onde ainda residem os descendentes de escravos são denominadas comunidades quilombolas. No Brasil, já foram identificadas muitas comunidades que têm origem histórica nos quilombos. No estado de Santa Catarina há comunidades nos municípios de Vitor Meireles, Porto Belo, Rio Negrinho, Campos Novos e Praia Grande.
Para serem reconhecidas, não é preciso que as comunidades tenham sido formadas apenas por escravos fugidos, mas sim ter algumas características, como uma população negra vivendo em área rural e cultivando para sua sobrevivência, além de costumes e tradições referentes às comunidades que ocupavam o quilombo de origem.
Ainda hoje, muitos descendentes dos escravos lutam na justiça para ter a propriedade coletiva das terras em que vivem. A Constituição de 1988 reconheceu aos remanescentes das comunidades de quilombos que estejam ocupando essas terras o direito à propriedade definitiva, devendo o Estado emitir o título respectivo de posse.
Em Santa Catarina, muitos escravos se refugiaram no Sertão do Valongo após a abolição da escravidão em 1888. O local é uma comunidade rural adventista e sua população é de aproximadamente 34 famílias, que até hoje permanece como um dos mais preservados resquícios dos quilombos nessa região.
Na atualidade existe um projeto denominado “Comunidades negras de Santa Catarina”, que tem como objetivo preservar a memória do povo afrodescendente no sul do país.
A Invernada dos Negros, no município de Campos Novos, foi a primeira comunidade catarinense a receber, em 2004, a certificação de autorreconhecimento como remanescente de quilombo. A comunidade reúne atualmente 127 famílias, totalizando mais de quatro mil pessoas.
Já a Comunidade Quilombola São Roque ou Pedra Branca, localizada no município de Praia Grande, foi reconhecida igualmente pela Fundação Cultural Palmares, uma fundação vinculada ao Ministério da Cultura. A ocupação da área, iniciada em 1824, mantém-se até a atualidade com 27 famílias cadastradas.
Na atualidade, as chamadas políticas afirmativas são umas das formas que a sociedade brasileira encontrou para resgatar uma dívida com os descendentes dos africanos que foram trazidos para o Brasil como escravos. Afinal, foram inúmeras as violências cometidas aqui contra seus ancestrais desde o início da colonização, além da retirada forçada de seu local de origem, sendo transportados em péssimas condições a outro continente para serem vendidos como mercadorias.
Nesse processo, não houve respeito aos laços familiares, aos costumes, à história, à língua e ao sentimento de pertencer a um grupo que une os indivíduos.
Em 2003, o dia 20 de novembro foi proclamado como o Dia Nacional da Consciência Negra. A adoção de um dia para se pensar e celebrar a consciência negra é um marco na luta pela igualdade racial brasileira. Essa data foi escolhida porque Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo dos Palmares e símbolo da resistência contra a escravidão, foi assassinado em 20 de novembro de 1695. Em 1995, trezentos anos depois de sua morte, Zumbi foi reconhecido como herói nacional.
Essa data tornou-se muito mais do que uma data comemorativa. Deve ser um dia de memória e reflexão sobre a atual situação da população afrodescendente brasileira.

Gravura de Cruz e Sousa


Gravura de Cruz e Sousa
João da Cruz e Sousa (Nossa Senhora do Desterro, 24 de novembro de 1861 — Curral Novo, 19 de março de 1898) foi um poeta Catarinense, Filho dos escravos alforriados.
Com a alcunha de Dante Negro ou Cisne Negro, foi um dos precursores do simbolismo no Brasil.



Grupo de pessoas dançando capoeira.


Grupo de pessoas dançando capoeira.
Grupo de pessoas dançando capoeira.




Glossário


Políticas afirmativas: medidas adotadas pelo Estado que visam eliminar desigualdades e compensar perdas provocadas por motivos raciais, étnicos, religiosos, de gênero e outros.






Links


Sanderlei Silveira

Obra completa de Machado de Assis

Machado de Assis - Dom Casmurro

Machado de Assis - Quincas Borba

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

O Diário de Anne Frank

Educação Infantil

Bíblia Online

História e Geografia

Casa do Sorvete

Sanderlei Silveira

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

História e Geografia

Educação

Santa Catarina - História e Geografia

Paraná - História e Geografia

Mato Grosso do Sul - História e Geografia

São Paulo - História e Geografia

Mário de Andrade - Macunaíma

Adolf Hitler - Mein Kampf

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

Machado de Assis - Esaú e Jacó

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

Augusto dos Anjos - Vandalismo

Os símbolos do estado e do município (SP)

Developer - Treinamento, Manuais, Tutoriais

TOTVS - Datasul - Progress - EMS2

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Bacias hidrográficas de Santa Catarina






Bacias hidrográficas de Santa Catarina



O estado de Santa Catarina, assim como o Brasil, também é servido de muitos rios.
Observe no mapa a seguir as bacias que drenam as terras catarinenses.

Mapa das bacias hidrográficas de Santa Catarina


 Mapa das bacias hidrográficas de Santa Catarina
Mapa das bacias hidrográficas de Santa Catarina


Observe no mapa o Rio Canoas e a área que sua bacia hidrográfica ocupa.
Esse rio é bem extenso: tem 570 km de extensão. Ele nasce na Serra Geral, cerca de 100 km do litoral, no entanto, corre na direção oeste, banhando vários municípios, como Urubici, Rio Rufino, Otacílio Costa e diversos outros até chegar ao município de Celso Ramos, onde deságua no rio Pelotas, que forma o rio Uruguai.
Mas por que o rio faz esse caminho e não outro? É por causa do relevo.
As águas vão percorrendo o terreno de um nível mais elevado para outro mais baixo. O rio Canoas nasce no relevo montanhoso da Serra Geral e vai descendo por terrenos cada vez mais baixos. Por isso, o relevo tem grande influência na rede hidrográfica de um lugar, pois é ele que determina os limites entre as bacias, estabelecendo os divisores de água e também para que direção essas águas vão.
O declive entre o divisor de água e o rio principal por onde correm os afluentes chama-se vertente.

Esquema de um declive entre o divisor de água e o rio principal


  Esquema de um declive entre o divisor de água e o rio principal
Esquema de um declive entre o divisor de água e o rio principal


Na hidrografia do estado, é bem fácil identificar a Serra Geral como um grande divisor de águas, separando as que correm em direção aos rios Uruguai e Iguaçu das que vão em direção ao Atlântico. Ao norte, a Serra do Mar também é outro divisor de águas, separando as que vão desaguar no rio Iguaçu das que correm em direção ao Atlântico.
Observe no mapa a seguir as duas vertentes: a do Atlântico e a do Interior.

Mapa das vertentes de Santa Catarina


 Mapa das vertentes de Santa Catarina
Mapa das vertentes de Santa Catarina


Vertente do Atlântico


  • Rio Itajaí-Açu
  • Rio Tubarão
  • Rio Araranguá
  • Rio Itapocu
  • Rio Tijucas
  • Rio Mampituba
  • Rio Urussanga
  • Rio Cubatão (do Norte)
  • Rio Cubatão (do Sul)
  • Rio D’Una

Vertente do interior


  • Rio Uruguai
  • Rio Iguaçu
  • Rio Peperi-Guaçu
  • Rio Jangada
  • Rio das Antas
  • Rio Timbó
  • Rio Chapecó
  • Rio Paciência
  • Rio Iraní
  • Rio Negro
  • Rio Jacutinga
  • Rio Canoinhas
  • Rio do Peixe
  • Rio São João










Links


Sanderlei Silveira

Obra completa de Machado de Assis

Machado de Assis - Dom Casmurro

Machado de Assis - Quincas Borba

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

O Diário de Anne Frank

Educação Infantil

Bíblia Online

História e Geografia

Casa do Sorvete

Sanderlei Silveira

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

História e Geografia

Educação

Santa Catarina - História e Geografia

Paraná - História e Geografia

Mato Grosso do Sul - História e Geografia

São Paulo - História e Geografia

Mário de Andrade - Macunaíma

Adolf Hitler - Mein Kampf

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

Machado de Assis - Esaú e Jacó

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

Augusto dos Anjos - Vandalismo

Os símbolos do estado e do município (SP)

Developer - Treinamento, Manuais, Tutoriais

TOTVS - Datasul - Progress - EMS2

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Turismo em Santa Catarina







Turismo em Santa Catarina



O espaço geográfico catarinense apresenta uma diversidade exuberante de vegetação, espécies animais, relevo, paisagens litorâneas e rios. Esse conjunto de elementos naturais formam paisagens cênicas que atraem muitos turistas para o estado, tanto para o litoral quanto para o interior, em busca do ecoturismo.
Ecoturismo é uma modalidade de turismo na qual as pessoas procuram por lugares em que possam apreciar ambientes naturais e selvagens, desfrutando dessas paisagens com respeito às normas para não agredir a natureza. Incluem práticas como rafting, canoagem, cavernas, cachoeiras, escaladas em montanhas e trilhas ecológicas.
Conheça alguns atrativos do estado voltados para o ecoturismo.

Prática do rafting no rio Itajaí-Açu.


 Prática do rafting no rio Itajaí-Açu.
Prática do rafting no rio Itajaí-Açu.



Cânion do Itaimbezinho.


 Cânion do Itaimbezinho.
Cânion do Itaimbezinho.



Cavernas em Botuverá.


  Cavernas em Botuverá.
Cavernas em Botuverá.


Outros locais atraem visitantes devido às compras, à arquitetura e às festas tradicionais, como as cidades que se encontram na região conhecida como Vale Europeu.

Pomerode: é a cidade mais alemã do Brasil. Produz porcelanas e realiza festas típicas.


Pomerode: é a cidade mais alemã do Brasil. Produz porcelanas e realiza festas típicas.
Pomerode: é a cidade mais alemã do Brasil. Produz porcelanas e realiza festas típicas.



Blumenau: tradição e arquitetura germânica atraem visitantes para as compras e festas tradicionais como a Oktoberfest.


  Blumenau: tradição e arquitetura germânica atraem visitantes para as compras e festas tradicionais como a Oktoberfest.
Blumenau: tradição e arquitetura germânica atraem visitantes para as compras e festas tradicionais como a Oktoberfest.



Brusque, polo de malhas, recebe muitos turistas.


 Brusque, polo de malhas, recebe muitos turistas.
Brusque, polo de malhas, recebe muitos turistas.


Na região serrana do estado é explorado o turismo rural. Nessa área, a tradição campeira, com verdes campos e paisagens com vaqueiros é procurada por muitos turistas principalmente na estação do inverno, em que ocorrem nevascas.

Município de Urubici.


 Município de Urubici.
Município de Urubici.



Município de São Joaquim.


 Município de São Joaquim.
Município de São Joaquim.



Município de Lajes.


  Município de Lajes.
Município de Lajes.


Na região mais ao sul do estado, além da exuberância de suas praias, é praticado o turismo de aldeia, que consiste em roteiros que passam por localidades históricas e com opções de compra de produtos coloniais.

Laguna: centro histórico – Casa de Anita Garibaldi.


 Laguna: centro histórico – Casa de Anita Garibaldi.
Laguna: centro histórico – Casa de Anita Garibaldi.


Na região oeste do estado, a diversidade cultural também atrai turistas que procuram a região pelas festas e gastronomia, além de estações termais.

Treze Tílias: cidade de tradição austríaca.


 Treze Tílias: cidade de tradição austríaca.
Treze Tílias: cidade de tradição austríaca.


Na faixa litorânea, em sua maioria, o turismo é voltado para o lazer. As belíssimas praias, com destaque para os balneários e a capital, Florianópolis, também muito visitada, onde são praticados esportes náuticos, turismo cultural e histórico e muitos outros eventos.

Praia de Santo Antônio de Lisboa. Florianópolis (SC).


Praia de Santo Antônio de Lisboa. Florianópolis (SC).
Praia de Santo Antônio de Lisboa. Florianópolis (SC).



Vista panorâmica de Florianópolis, vista a partir do Morro da Cruz. Florianópolis (SC).


 Vista panorâmica de Florianópolis, vista a partir do Morro da Cruz. Florianópolis (SC).
Vista panorâmica de Florianópolis, vista a partir do Morro da Cruz. Florianópolis (SC).






Links


Sanderlei Silveira

Obra completa de Machado de Assis

Machado de Assis - Dom Casmurro

Machado de Assis - Quincas Borba

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

O Diário de Anne Frank

Educação Infantil

Bíblia Online

História e Geografia

Casa do Sorvete

Sanderlei Silveira

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

História e Geografia

Educação

Santa Catarina - História e Geografia

Paraná - História e Geografia

Mato Grosso do Sul - História e Geografia

São Paulo - História e Geografia

Mário de Andrade - Macunaíma

Adolf Hitler - Mein Kampf

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

Machado de Assis - Esaú e Jacó

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

Augusto dos Anjos - Vandalismo

Os símbolos do estado e do município (SP)

domingo, 10 de janeiro de 2016

As festas populares em Santa Catarina






As festas populares em Santa Catarina



Além dos roteiros de belezas cênicas, o estado de Santa Catarina promove festas populares que também se tornaram atrações turísticas.
Os colonizadores e imigrantes europeus, que se fixaram em Santa Catarina, trouxeram também em sua bagagem as lembranças dos costumes, das tradições, das danças e o sabor de sua terra natal. Para relembrar suas tradições, passaram a comemorar essas lembranças em festas organizadas nas localidades em que viviam. Essas festas se tornaram muito populares e caíram no gosto de muitas pessoas de outros estados brasileiros, e até do exterior, tornando-se atrações turísticas.
As Oktoberfest ou Festas de Outubro movimentam a economia local, pois promovem a criação de novos empregos em restaurantes e hotéis.
A primeira Oktoberfest de Santa Catarina como evento público foi realizada em agosto de 1984, na cidade de Blumenau, após uma grande enchente do rio Itajaí--Açu que invadiu a cidade. Como uma reação, a população da cidade resolveu organizar uma grande festa, com o objetivo de gerar fundos para a reconstrução de Blumenau.
A partir daí, a Oktoberfest se repete todos os anos, com duração de duas semanas, e é considerada a segunda maior festa da cerveja do mundo. O primeiro lugar cabe à festa realizada na cidade de Munique, na Alemanha.
Nestes eventos, as pessoas da região lembram sua origem germânica com os trajes que vestem, as danças e os cantos, muitos no idioma alemão. Há desfiles pelas ruas de Blumenau e pratos típicos da culinária alemã são oferecidos nos pavilhões.
Outro evento importante do estado, o Festival de Dança de Joinville foi criado em 1982, sendo hoje um dos mais importantes acontecimentos da cidade. A ocasião reúne mais de 6 000 bailarinos, nacionais e estrangeiros, e muitos visitantes que vêm de longe, até mesmo de outros países. Por tudo isso, a cidade de Joinville foi escolhida para receber uma escola oficial do balé russo do Teatro Bolshoi de Moscou.
A Fenaostra, festa bastante popular de tradição dos primeiros imigrantes da ilha de Santa Catarina, os açorianos, é realizada para celebrar a cultura local e promover Florianópolis como maior produtor de ostras do Brasil.
Outra festa de origem portuguesa, que acontece na cidade de Itajaí é a Marejada, também conhecida como Festa do Pescado, na qual são saboreadas várias opções da gastronomia à base de frutos do mar, com diversas atrações desde apresentações de danças a produtos do artesanato açoriano.
Há outras tantas festas no estado que atraem muitos turistas, como: a Fenarreco (festa nacional do marreco), em Brusque; a Schützenfest (festa dos atiradores), em Jaraguá do Sul; a Festa do Imigrante, em Timbó; a Tirolerfest, em Treze Tílias, que relembra o Tirol austríaco; a Musikfest (festa da música), em São Bento do Sul.

Desfile durante a Oktoberfest.


 Desfile durante a Oktoberfest.
Desfile durante a Oktoberfest.



Pomerode: é a cidade mais alemã do Brasil. Produz porcelanas e realiza festas típicas.


Pomerode: é a cidade mais alemã do Brasil. Produz porcelanas e realiza festas típicas.
Pomerode: é a cidade mais alemã do Brasil. Produz porcelanas e realiza festas típicas.



Blumenau: tradição e arquitetura germânica atraem visitantes para as compras e festas tradicionais como a Oktoberfest.


  Blumenau: tradição e arquitetura germânica atraem visitantes para as compras e festas tradicionais como a Oktoberfest.
Blumenau: tradição e arquitetura germânica atraem visitantes para as compras e festas tradicionais como a Oktoberfest.














Links


Sanderlei Silveira

Obra completa de Machado de Assis

Machado de Assis - Dom Casmurro

Machado de Assis - Quincas Borba

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

O Diário de Anne Frank

Educação Infantil

Bíblia Online

História e Geografia

Casa do Sorvete

Sanderlei Silveira

Conheça seu Estado - História e Geografia

Poesia em Português, Inglês, Espanhol e Francês

História e Geografia

Educação

Santa Catarina - História e Geografia

Paraná - História e Geografia

Mato Grosso do Sul - História e Geografia

São Paulo - História e Geografia

Mário de Andrade - Macunaíma

Adolf Hitler - Mein Kampf

Machado de Assis - Memórias Póstumas de Brás Cubas

Machado de Assis - Esaú e Jacó

Elizabeth Barrett Browning - Sonnet 43 - How Do I Love Thee?

Augusto dos Anjos - Vandalismo

Os símbolos do estado e do município (SP)